Devaneios em Parceria
- Deixe-me ser aquele quem vai te acordar todos os dias com um beijo, Julia.

   Robert a olhava no fundo dos olhos. Estava sendo sincero. Seus lábios padeciam, úmidos, a pouca distância dos seus; só mais um pouco...
   Ela sentia seu peso, tão bom, contra seu corpo nu, e se perguntava se não estava confundindo aquele lugar simples com o tal Paraíso. Tão quente...
   - Não entendo onde quer chegar...
   - Quero dizer, que quero sentir este seu calor, e ver este sorriso por muito tempo ainda.
   Como para mostrar do que estava falando, ele beijou seu pescoço e logo depois sua boca, tão terna e delicada. Aconchegou-se mais junto a ela, que já oscilava em direção a ele sem que precisasse de estímulo. Tão macio...
   - Você tem certeza, Rob? Você sabe que nossa convivência não é assim tão fácil.
   - Sim, eu sei... mas são coisas que se resolvem se as enfrentarmos juntos. Sentindo você assim... tão perto... eu vejo que amo você, apesar de tudo. E que podemos seguir nos adaptando um ao outro, minha Julia...
   - Então beije-me, Robert. Ensina-me a amar loucamente.
   E com um beijo eles selaram a promessa de amor eterno. Julia tinha muitas feridas, mas não há nada que o amor não cure. Enquanto seus corpos dançavam, em um delírio de braços e pernas entrelaçados, sentia que não havia nenhum outro lugar melhor para estar do que aquele.
   ''Eu quero viver este romance... tão cheio de vida. E caso ele esfrie, nós o reviveremos, Rob.'' - pensava ela.
   - Minha Doce, Julia...
   A noite é uma criança, leitor. Mas feliz é aquele que a ultrapassa sem pressa, nos braços daquele que se ama. Assim que provares da sensação de senti-se assim, completo... saberás que não existe nada na vida que    possa acabar com um sentimento assim.
   Quem foi que disse que a paixão não pode misturar-se ao amor?
                                                                                                                     Vanessa
10 Responses
  1. Adorei...

    http://cinemaparceirodaeducacao.blogspot.com/


  2. O amor é realmente insuperável, nada pode detê-lo, nada deve afugentá-lo.
    Gostei demais da tua forma de escrita.


  3. Achei tão "saga crepúsculo"....rsrsrsrr,
    mas às vezes é bom uma água com açúcar.


  4. Achei bonito e delicado...

    Bem bacana...

    Um beijo.

    Misunderstood


  5. Filipe Dias Says:

    Bonito e simples, exatamente do que o Amor precisa. parabens, estou seguindo.

    passa lá no meu?
    http://umcontoemeio.blogspot.com/


  6. LADY D. A. Says:

    Quem disse que a vida não precisa de açucar né ?:)


  7. Muito bom o texto!

    Estou te seguindo!!!

    Se der me segue tambem;

    www.slayerbrasil.blogspot.com


  8. Dih Says:

    Nossa curto bonito e muito bem escrito. Parabens.
    http://projetosdeumlouco.blogspot.com/


  9. Procurando parcerias. Se tiver afim entre em contato pelo twitter: @BrunaHelayne ou se não me procure em um dos meus 2 blog's
    http://brunahelaynetrechos.blogspot.com/

    http://brunahelayne.blogspot.com/


  10. Muito bom seu blog, textos bem escritos, parabéns, estou seguindo , segue o meu :

    http://comentariocriticoo.blogspot.com


Postar um comentário